Sem categoria

REVIEW | Titãs : Tão sombrio quanto o universo da DC

Ah, finalmente
tivemos um gosto da tão falada série dos “Jovens Titãs”, uma adaptação que, a
medida que foi anunciada, gerou mais controvérsias que esperanças em seu
funcionamento, e que finalmente entregou seu episódio piloto para que assim,
sejam confirmadas as suspeitas, ou então a surpresa chegue.

E acreditem, a
surpresa chegou e foi muito boa.

A série, em seu
primeiro episódio, trouxe algo que poderia ser caracterizado como uma
introdução, de pelo menos os seus personagens principais. Nele, vemos um Robin
quebrado, quebrado pelo fato da infância traumática, quebrado pelo fato de que
ele foi abandonado até pelo Batman. Uma mente atormentada pelo passado que se
esbarra com Rachel, a incrível Ravena. Ela é introduzida como uma garota
assustada e que não faz nem dimensão dos seus poderes, e vive uma vida
assustada sem saber o porquê disso tudo.

E além dos
dois, tratados como principais no episódio, temos uma boa pitada de ação com
Kory Anders, a saudosa Estelar, que apesar de ter sua etnia mudada, teve uma
ótima caracterização na série. Além de Mutano, que mostrou a todos que sua
transformação pode ser sim, extremamente bem feita.

Os efeitos são
ótimos, me surpreenderam de uma forma muito boa. As atuações, principalmente do
futuro Asa Noturna, atual Robin são fantásticas. Brenton Thwaites, que
interpreta Dick Grayson, coube exatamente no papel do herói abalado pelo
passado.

O roteiro tem
seus pequenos contratempos, e as cenas de luta precisam de um pouquinho só mais
de naturalidade, mas já estão bem melhores que outros projetos da DC. Titãs é a
primeira série a ser lançada no serviço de streaming da editora, e trouxe uma
boa sensação de surpresa aos fãs.
Titãs está
disponível no serviço da DC e tem lançamento confirmado pela Netflix, mas sem
data exata. A série é um ótimo pontapé inicial para essa nova fase da DC e traz
boas esperanças para seu futuro.

Comente aqui!!!!