Sem categoria

REVIEW | Riverdale – Jogo De Mistérios ou Uma Jogada Arriscada? (3×6/3×7)

Eu tenho sido uma defensora da 3° temporada de Riverdale. Acredito que será uma temporada onde a aprovação será dividida. E é totalmente compreensivo, já que ela mergulhou com tudo nas sombras e pegou muita gente de surpresa. 


Mas vamos ser práticos. Betty e Jughead desde a primeira temporada investigam os mistérios que assolam Riverdale. E o Rei Gárgula é apenas mais um.


Já foi dito que ele não é sobrenatural. Mesmo que a série insista em plots enigmáticos onde o Rei aparece do nada. É assustador, é. Mas se eles realmente desconfiam que possa ser Hiram por que não pular em cima desse monstro de 3 metros e desmascara-lo? Betty é uma das personagens mais inteligentes da série. Por que não pensar nisso? Por que ninguém pensou nisso?


O que me leva ao ponto mais falho do episódio (3×7) É apenas muito estranho FP Jones aparecer na porta de Alice e Betty bem na hora que o Rei está aterrorizando ambas. Deus queira que isso não seja o que levará Jones a ser um suspeito. Ele é o menos suspeito até então. Se minha memória não me falha não lembro de qualquer ligação que ele tenha com as Irmãs. E se o Rei está lá mesmo, novamente, não faz sentindo algum ser FP. E me preocupa que isso seja o motivo que possam escolher ele como o Rei. Riverdale não precisa de outro Black Hood.




Na verdade, “Manhunter” e “The Man in Black” foram um retorno a verdadeira e possível ameaça a Riverdale: Hiram Lodge. 


Conhecido agora, como o homem de preto, ele se mostra mais influente do que pensávamos. Tomando cidades e “escravizando” pessoas. Hiram é o mais provável de ser o Rei, mas acho muito difícil ele se colocar em uma posição tão caricata, além de não fazer o estilo dele. Ele não precisa de uma fantasia para matar alguém. Mas ao mesmo tempo chega a ser difícil de acreditar que com a influencia que ele tem, ele não se dispôs a investigar por conta própria um inimigo que é capaz de machucar sua própria filha ou mesmo interferir em seus negócios. 


Archie se prova
novamente um personagem chato e que precisa muito de uma mudança. Seu
papel na série até então, nesse terceiro ano tem sido apagada e
frustrante. A essa altura todos estão envolvidos no jogo, menos ele. O
que o torna alienado e fora de tom com o resto da turma. Sua obsessão em matar Hiram é infantil e mal pensada.
 
O Rei Gárgula é conveniente, mas é preciso passar por cima dos furos para apreciar o novo mistério. No final do dia, o que manterá a atenção do público é descobrir quem está por trás da máscara. 


PS: Uma teoria louca que pode ser uma explicação razoável para toda essa loucura do jogo é, e se essa nova droga que está rolando pela cidade, for a responsável pelas convicções, visões e histeria coletiva em Riverdale? A droga circulava pela cidade na época do Clube e agora está de volta com força total. Faria total sentido!


Comente aqui!!!!