O ex – empresário do produtor e quadrinista Stan Lee (1922 – 2018), Key Morgan (37), foi acusado de abuso contra o idoso.

Segundo a agência de notícias Reuteurs, o gestor recebeu cinco acusações, incluindo de fraude e falsa denúncia de crime. Segundo a corte norte-americana, um mandato de prisão contra Morgan já foi expedito.

Desde junho de 2018, o empresário vem sendo investigado por ter feito uma denúncia de um assalto por dois homens que Stan Lee sofreu em sua residência. Essa mentira lhe rendeu uma prisão e sua liberação foi feita sob fiança.

Meses antes de falecer, o quadrinista pediu uma ordem de restrição contra o empresário, que foi acusado de tomar vantagem sobre a saúde frágil de Stan Lee, para tomar conta de suas finanças e afasta-lo de outros parceiros e familiares.

Outro representante de Stan Lee, Jerardo Olivares, também foi acusado pelo criador do Homem-Aranha, de abuso contra idoso e fraude fiscal. Em abril de 2018, o quadrinista acusou Olivares de roubar mais de 4,6 milhões de dólares e de vender o sangue de Stan Lee à colecionadores.

Stan Lee faleceu em novembro de 2018, aos 95 anos.

Deixe uma resposta