Extremely Wicked, Shockingly Evil and Vile, filme baseado na vida do assassino Ted Bundy, é protagonizado por Zac Efron, ex-disney, que comenta seus sentimentos ao sair tanto de sua zona de conforto para interpretar um papel tão difícil.

Efron deu uma entrevista ao ET Online, relembrando quando quase teve um surto mental durante as filmagens do longa:

“Nunca vou me esquecer do primeiro dia de filmagens. Estava congelando em Kentucky, eu tenho cheiro de butique porque todas as minhas roupas eram da década de 60 e eu estava me acostumando com o estilo de andar dele. Eu ando e sei minha falas, eu estou pronto para o dia e era uma cena de aquecimento. Lily estava pronta pra ir no ensaio, perfeito. Deu uma performance perfeita no ensaio e eu literalmente saí pra fora e quase tive um surto mental”, contou Zac.

“Eu fiquei tipo, ‘Nós nem ensaiamos e a Lily já está pensando nos prêmios?’ Ela é boa demais. Eu sentei em casa pensando, ‘Zac, você precisa ser melhor, como fazer isso?’ E eu descobri como”, diz o ator.

Extremely Wicked, Shockingly Evil and Vile conta sua história pela perspectiva de sua namorada, protagonizada por Kaya Scondelario

Alem de Zac Efron e Kaya Scondelario, o elenco conta com a participação de Lily Collins, Haley Joel Osment, John Malkovich e Jim Parsons.

Dirigido por Brandon Trost e escrito por Michael Werwie, Extremely Wicked, Shockingly Evil, and Vile estreia pela Netflix em 21 de novembro.

Deixe uma resposta