Cinema

Vingadores: Ultimato | Joe Russo justifica complicações em plano dos Vingadores

Os diretores de Vingadores: Ultimato deram algumas explicações sobre acontecimentos do filme, deixando um pouco mais esclarecido, caso tenha ficado alguma dúvida solta no filme.

Uma das dúvidas mais questionadas pelos fãs da Marvel é: Por que o plano de derrotar Thanos não foi algo mais simples? Em Vingadores: Guerra Infinita, Doutor Estranho previu 14 milhões de possíveis futuros, onde apenas em um deles, os Vingadores teriam a chance de derrotar o Titã Louco.

Mas por que o Doutor Estranho não cortou o braço de Thanos que obtinha a manopla com seus portais que cortam o tecido da realidade? Como Wong usou para cortar um membro de Cull Obsidian.

O diretor Joe Russo explicou durante um Q&A (Questions and Answers, Perguntas e Respostas em tradução literal) na China, que talvez isso não fosse uma possibilidade:

“A pele de Thanos é quase impenetrável, não sabemos se o Doutor Estranho tinha a capacidade de fazer isso. Se ele falhasse em cortar a tempo, Thanos ainda seria capaz de fazer o estalo. Doutor Estranho percebeu esse problema durante seus milhões de testes”, explica o diretor.

Resposta que pode ter perdido um pouco de seu impacto, dado que o Home de Ferro arrancou sangue do rosto de Thanos, e como o Rompe-Tormentas de Thor facilmente penetrou o peito do mesmo. Ambas cenas em Vingadores: Guerra Infinita.

O diretor não voltou a responder nenhuma pergunta voltada a este tópico.

Vingadores: Ultimato está em exibição nos cinemas.

Comente aqui!!!!