Cinema Especial

Especial | Confira o que rolou no Festival de Cannes 2019:

Um dos momentos mais esperados por cinéfilos e profissionais do cinema, o Festival de Cannes realizou sua 72ª edição entre os dias 14 a 25 de maio. Com grandes estreias, filmes brasileiros e homenagens, o evento teve Alejandro Iñárritu (O Regresso) como presidente do Júri.

Homenagem à Agnès Varda

Agnès Varda, a cineasta franco-belga, que faleceu em março deste ano, foi homenageada no cartaz oficial do Festival. A foto é de Varda enquanto gravava seu primeiro filme, La Pointe-Courte, lançando na França em 1956.

A ausência da Netflix

Em 2018 a Netflix não participou de Cannes como forma de protesto as novas regras para as disputas do prêmio. Já em 2019, a gigante do streaming não teve participação no festival devido à ausência de filmes já realizados. As apostas deste ano seriam The Irishman, de Martin Scorcese, The Laundromat, de Steven Soderbergh, e The King com Robert Pattinson e Timothee Chalamet, mas devido ao atraso nas produções, os longas devem estrear em setembro no Festival de Veneza.

O nono de Tarantino

Quem marcou presença e causou impacto em Cannes este ano foi Quentin Tarantino. O nono filme do diretor estadunidense, Era Uma Vez em Hollywood, estreou no Festival e foi ovacionado durante seis minutos e ainda ganhou um prêmio: a Palma Canina pela atuação de Brandy, um dos cachorros que aparecem no filme.

O longa conta a história de um ator e seu dublê tentando obter sucesso e fama em Hollywood. Brad Pitt, Leonardo di Caprio e Margot Robbie estão no elenco.

E o novo de Almodóvar

Outro grande diretor estreou sua nova obra no Festival de Cannes. Pedro Almodóvar lançou Dor e Glória, uma quase biografia do cineasta, protagonizada por Antonio Banderas, que levou prêmio de Melhor Atuação Masculina no festival.

O filme estreia no Brasil dia 13 de junho e além de Banderas, o elenco também terá Penélope Cruz.

Taron e Elton

Taron Egerton, o ator que encarna Elton John em Rocketman teve a oportunidade de realizar uma performance ao lado do astro britânico durante a estreia do filme em Cannes. Os dois cantaram a faixa que dá título a cinebiografia.

Rocketman estreia no brasil no dia 30 de maio.

A Palma de Ouro vai para…

Após ter o primeiro presidente de júri mexicano, Cannes premiou o primeiro cineasta coreano com o principal prêmio do festival: a Palma de Ouro. Bong Joon-ho, escreveu e dirigiu Parasite, filme que mostra uma família de desempregados demonstrando interesse em uma família rica.

O cineasta já havia concorrido a Palma de Ouro por Okja, filme exclusivo da Netflix com Tilda Swinton e Jake Gyllenhaal. Parasite estreia no dia 05 de junho.

Brasil em Cannes

O cinema brasileiro participou em peso desta edição do evento. O cineasta Kleber Mendonça Filho retornou com Sônia Braga e o longa Bacurau, vencedor do Prêmio do Júri no Festival de Cannes, empatando com Lès Miserables, dirigido pelo francês Ladj Ly.

Outro longa brasileiro que participou da competição foi O Traidor, filme ítalo-brasileiro dirigido por Marco Bellocchio.

A Vida Invisível de Eurídice Gusmão venceu a mostra paralela Un Certain Regar. O drama se passa no Rio de Janeiro, durante a década de 50 e conta com atuações de Carol Duarte e Fernanda Montenegro. É produzido pelo brasileiro Rodrigo Teixeira, responsável por Port Authority, que também concorria ao prêmio e por Me Chame Pelo Seu Nome, filme de 2017 vencedor do Oscar de Melhor Roteiro Adaptado.

A edição do Festival de Cannes em 2020 ainda não tem data marcada.

Comente aqui!!!!