Cinema Crítica Criticando Review

CRITICANDO: Patrulha Canina Super Filhotes – Nenhum perigo é tão grande, nenhum filhote é tão pequeno

O filme vem para sacramentar o sucesso infantil na Nickelodeon.

” Depois que um misterioso meteoro cai na Baía da Aventura, Chase, Marshall, Skye, Ryder e Rubble correm para tentar preservar o local, mas acabam passando por uma experiência muito mais louca. Ao presenciarem uma estranha energia verde emanando da cratera, eles ganham poderes.”

A Baía da Aventura dessa vez vai ter a missão de deixar os pais concentrados no cinema uma vez que o filme se divide em três partes: Um filme de 44 minutos e outros dois episódios seguidos por interações com uma dupla de crianças reais.

Por se tratar de um filme eu imaginei que a qualidade da animação seria maior que a apresentada na TV, que tem um acabamento nada refinado sendo extremamente simples e sem maiores preocupações em parecer algo Pixar.

O público alvo é majoritariamente de 1 a 5 anos de idade e funciona muito para a idade, mesmo sendo um longa a tentativa dos cortes do filme são para causar o mínimo de estranheza possível entre os pequenos colocando cortes, músicas e quase tudo como se tem no episódio da série. Podendo inclusive gerar uma nova versão dos Pet´s (para desespero dos pais e de suas carteiras).

Os outros dois episódios vem logo em seguida, já no formato conhecido pelas crianças e acompanhados com um quiz e um karaokê em seu final para terminar a sessão com uma interação bem grande com as crianças.

Os pequenos com toda certeza vão pirar em ver seu desenho preferido em uma tela gigante e aos pais a paciência vai ter que estar um pouquinho mais apurada no dia.

Dirigido por Charles E. Bastien (Patrulha Canina) e no elenco Devan Cohen (Hannibal), Drew Daves 3 (Orphan Black), Samuel Farachi (Hannibal), Kallan Holley (Patrulha Canina) no elenco original e no Brasil apresentado por Lorena Queiroz (Carinha de Anjo) e Pedro Miranda (The Voice Kids). O filme estreia dia 06 de junho de 2019.

NOTA: 2/5

Comente aqui!!!!