Quando Morgan começou sua jornada em direção ao universo de Fear confesso que fiquei apreensiva de como ele iria se mesclar a história. Mas uma coisa com Fear, é que a série tem um frescor em que permite que personagens novos tenham espaço para crescer e uma boa adaptação. Claro que, o fato de que o quarto ano ter praticamente se reinventado ajuda muito nesse quesito.

Começando com novos personagens para só no segundo episódio voltarmos ao personagens originais, Fear foi excelente e entregou sua melhor temporada até então.

Nesse quinto ano ela começa também com novos personagens e novos mistérios mas não demora muito para os veteranos aparecerem. Num avião. Caindo. É essa beleza do universo de Kirk. Helicópteros e aviões aparecem sem qualquer explicação. E vida que segue. Com um ritmo acelerado e cheio de ação, o primeiro episódio estabelece três coisas. Eles continuam na empreitada de ajudar pessoas, não estão sendo bem sucedidos nisso, e as coisas não vão ficar mais fáceis.

Vamos lá.

Me preocupava toda essa idéia de ajudar pessoas. Claro, a humanidade ao mesmo tempo que pode ser incrivelmente egoísta pode ser também, benevolente. Mas tentar fazer o bem para compensar pelo passado não me parece mais coerente com o mundo em que eles vivem. As pessoas mudaram, elas perderam a confiança, eles matam e lutam para sobreviver. E é tudo o que importa. Tentar mudar isso em um ambiente hostil e extremo é quase como esperar que uma fratura exposta se regenere do nada. O osso pode voltar ao lugar mas nunca voltará a ser o mesmo. E fica claro que todos estão tentando acreditar e ter esperança nessa utopia, mas até que ponto isso irá cega-los e por fim, prejudica-los?

Voar pelas montanhas para ajudar alguém desconhecido é loucura. É arriscado e quase estúpido. Fiquei atordoada com isso. Talvez por ter a experiência de nove temporadas de TWD, posso ter perdido a fé nesse tipo de atitude. E ver tudo dando errado me fez ter vontade de rir. Por que é claro que isso iria dar errado. Por que não construir uma comunidade forte, um lugar fortificado e em excursões encontrar pessoas e então ajudar? Faz mais sentido.

E vamos ao mistério da temporada. Al em sua obsessão por histórias encontrou em um zumbi vestido numa espécie de roupa de proteção, pistas com plantas, mapas e símbolos que soam familiares aos que conhecem todo o universo de TWD.

Se você continuou a ver The Walking Dead, deve saber que Rick foi “sequestrado”. Seu corpo ferido foi levado por Jadis no tão infame helicóptero. E nesse helicóptero tem os mesmo símbolos que Al encontrou nos objetos do zumbi. O que isso pode significar? Teremos alguma pista de quem está por trás de helicóptero? Teremos uma introdução para os filmes que Andrew irá fazer? Rick irá aparecer? Muitas perguntas e teorias e a essa altura é tudo que podemos fazer.

Fear retorna forte, energética e em seu quinto ano ainda soa nova e com muito a entregar pela frente.

FearTWD estreou no último domingo, 2 de junho, e todas as suas temporadas estão disponíveis na Amazon Prime.

PS: precisamos mesmo de Morgan como líder quando todos os fãs sabem que esse posto é de Alicia?
PS²: June e John são fofos, mas num mundo apocalíptico é tortura ver um casal. Você apenas sabe que é uma relação fadada ao fracasso!
PS³: Daniel é imortal. É isso. Beijos.

Deixe uma resposta