Cinema

Filha de Stan Lee processa ex- empresário do produtor

Joan Celia Lee processou o ex- empresário de seu pai Stan Lee (1929-2018), Max Anderson por abuso de idoso, roubo e quebra de contrato.

De acordo com o site TMZ, Anderson gerenciava o pecúlio do produtor e se aproveitou de sua idade avançada para embolsar o dinheiro que Lee recebia por seus eventos e produções.

Segundo documentos judiciais, Max Anderson arrecadou mais de 1 milhão de dólares com eventos, contratos e aparições que Stan Lee fazia, mesmo que o contrato do empresário para com o criador do Homem-Aranha lhe garantisse apenas de 10% a 25% dos lucros.

Joan também alega que Anderson sobrecarregava o produtor com vários eventos e o fazia assinar inúmeros contratos sem ver o conteúdo, por conta da visão debilitada de Lee. Uma enfermeira e outros dois funcionários também estão envolvidos no caso e sendo processados.

Anteriormente Stan Lee também havia se desentendido com sua filha, por conta de sua herança. Segundo o site Hollywood Reporter, em documento assinado por Lee em abril de 2018, foi acusado que Joan e outras pessoas ligadas a ele tentaram se apropriar de seu dinheiro e suas propriedades.

Lee declarou que sua filha não conseguia se sustentar sozinha, chegando a gastar mais de 167 mil dólares em seus cartões de crédito. Por isso ele e sua esposa – falecida em 2017 – haviam criado uma herança para que após a morte dele, ela não ficasse desamparada.

Stan Lee deixou uma herança de mais de U$ 185 milhões para Joan Celia Lee.

Comente aqui!!!!