Cinema

Por conta de cena de estupro bem realista, pessoas abandonam sessão de “The Nightingale” em festival de cinema

O longa “The Nightingale”, drama da diretora Jennifer Kent que comandou o aclamado “Babadook”, que estreou nesta semana no Festival de Cinema de Sidney 2019, fez várias pessoas levantarem da cadeira e saírem da sessão.

O motivo é que o filme conta a história de Claire, uma ex-presidiária irlandesa de 21 anos presa na Tasmânia, em 1825 e nos 30 primeiros minutos do longa, a protagonista é estuprada por diversas pessoas em uma cena bem realista.

De acordo com o IndieWire que conversou com algumas pessoas presentes no festival, o “filme é apenas uma demonstração de violência sexual”.

Uma outra mulher afirmou que saiu da sessão por ser repugnante mostrar uma mulher sendo estuprada brutalmente duas vezes.

O filme ainda não tem previsão de estreia no Brasil, mas nos Estados Unidos deve ser lançado em agosto.

Comente aqui!!!!