Cinema

James McAvoy: “É loucura a falta de filmes de super-heroínas!”

Com o lançamento de X-Men: Fênix Negra, a equipe que protagoniza o filme concedeu nos últimos dias diversas entrevista para promover o filme.

O filme traz Jean Grey (Sophie Turner) como o ponto central do filme, James McAvoy, que interpreta o Professor Xavier, em uma destas entrevistas demonstrou desconforto com o fato de existirem tão poucos filmes de super-heróis protagonizados por mulheres.

“É loucura pensar que até a Marvel tem apenas… quantos [filmes] protagonizados por mulheres?… Um? Capitã Marvel? E temos Viúva Negra vindo aí. É loucura pensar que até com toda essa estabilidade existam tão poucos. É bom que as coisas estejam mudando, essa representação precisa continuar.”

Respondeu Mcavoy. Quando questionado sobre Fênix Negra e o seu contexto feminista, McAvoy continuou:

“Eu não sei se é um roteiro feminista, mas certamente estamos em um filme que atende a uma época na qual o feminismo tem um impacto positivo.”

Atualmente enfrentamos diversos problemas sociais e entre eles o contexto da mulher. Não podemos deixar de concordar com James.

X-Men ou melhor X-Woman (quem assistiu ao filme entenderá a referência): Fênix Negra, já está em cartaz. Vejam a sinopse logo a seguir:

Em Fênix Negra, os X-Men encaram seu mais formidável e poderoso oponente: Jean Grey. Durante uma missão de resgate no espaço, Jean é quase morta ao ser atingida por uma misteriosa força cósmica. De volta ao lar, a força não apenas a deixa infinitamente mais poderosa, mas também muito mais instável. Lutando contra a entidade dentro de si, Jean libera seus poderes de maneiras que ela não consegue compreender ou conter. Fora de controle, e machucando aqueles que mais ama, Jean começa a desfazer tudo que mantém os X-Men unidos. Agora, com sua família separada, eles devem encontrar um modo de se reunirem – não apenas para salvar a alma de Jean, mas para salvar o planeta dos alienígenas que desejam usá-la como arma para controlar a galáxia.

Comente aqui!!!!