Cinema

X-Men por pouco teve um filme sem mutantes

Segundo o Yahoo Movies, em 1982, o estúdio de animação canadense Nelvana adquiriu os direitos de adaptação dos X-Men, porque queriam realizar um filme live-action da equipe.

O estúdio então contratou o famoso roteirista Chris Claremont, que entregou duas alternativas. Na primeira, Charles Xavier é possuído por um mutante chamado Proteus e na outra, Magneto levanta uma ilha do Oceano, destruindo um submarino soviético cheio de ogivas nucleares, criando um vulcão em uma cidade Russa.

Depois de uma série de adiamentos, Claremont acabou deixando o projeto e com isso foram contratados os roteiristas Roy Thomas e Gerry Conway para o projeto. Aí tudo começou a dar errado.

No roteiro da dupla, toda a mitologia dos X-Men praticamente não existia. O professor Xavier andava, a escola Xavier não existia e o termo ‘mutantes’ muito menos. 

Felizmente, o filme nunca viu a luz do dia e os direitos acabaram indo para a Fox, que, em 2000, lançou o primeiro filme dos X-Men.

0 comentário em “X-Men por pouco teve um filme sem mutantes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s