Crítica Review Séries

REVIEW | FearTWD – Dwight chega! 5×02/03 (c/spoilers)

Fear se ergue no terceiro episódio após um segundo morno. E tem a feliz decisão de trazer um personagem com extremo potencial a sua história

Depois de um segundo episódio, que falando de modo objetivo, não avançou tanto a trama, mas cimentou o novo ambiente em que nossos veteranos se encontram. Fear mostra que zumbis não são a única ameaça que os personagens irão enfrentar.

Do outro lado da montanha, Victor reencontra o imortal Daniel e era quase óbvio que ele não iria ajudar. Pela primeira vez ao tentar fazer algo para ajudar a todos e não a si mesmo, dizer a verdade não é o suficiente. É coerente todo o diálogo entre eles. Como nunca foram amigos, esperar uma atitude diferente de Daniel seria ingenuidade.

É bom lembrar que Daniel culpa todos do grupo pela morte de sua filha, mas convenhamos, Ofélia fez suas escolhas. A verdade é que Daniel não confia nas pessoas e não digere a culpa que seu passado fez consigo e com sua família.

Mas passando para o terceiro episódio. Alicia, Morgan, Luciana, John e June continuam a procura de Al e acabam entendendo que a corda de zumbis forma um perímetro, mas o que há dentro dele ainda é um mistério. (Mais a frente voltaremos a falar sobre).

Após serem encurralados por um misterioso atirador, John e June acabam em uma cidade faroeste temática, onde conseguem capturar o atirador que não é nada mais nada menos que Dwight. Isso mesmo. Aquele de The Walking Dead.

Dwight está acabado. Depois de ser expulso por Daryl, fica claro que ele retomou sua busca por Sherry, que era uma das esposas de Negan. Sherry aparentemente andou deixando mensagens para ele. Mas me pergunto se ela está realmente viva e se sim, é bem provável que seja prisioneira do que quer que esteja além do perímetro. Confesso que me empolgou bem mais sua presença que a de Morgan em Fear. Em quesito de potencial acredito que ele tenha mais a acrescentar na série a longo prazo do que Morgan. Mas claro, a presença de Morgan a essa altura é compreensível. Ele se tornou a razão e o que deixa o grupo unido. Papel esse que pertencia a Madison.

Ver a interação entre John e Dwight foi maravilhosa e trazer referências de The Walking Dead para Fear faz o coração do fã se alegrar. Mesmo que seja uma simples menção de “Walkers”. Já que em Fear, os zumbis são chamados de “Os Mortos”.

Em TWD o nome “zumbi” foi usado apenas uma vez por Rick na quinta temporada, quando todos estavam se abrigando de um furacão no celeiro abandonado antes de serem encontrados por Aaron.

Pequenos detalhes que aquecem os fãs desse universo.

Tenho que falar das habilidades surrealistas de John. Claro que sabemos que ele sabe atirar mas acertar dois zumbis ricocheteando a bala com um machado foi hilário. Não ruim, apenas nível “missão impossível”. Mas aquele é o cenário dele e foi muito bem realizado para o personagem.

Falando no que podemos esperar a seguir. Parte de mim espera que Dwight irá formar uma dupla com Alicia. Ele com seu passado de soldado e ela seguindo esse caminho. Ambos possuem muitas similaridades que seria interessante de serem exploradas em cena.

Quanto a June e John por mais fofos que sejam, é quase inevitável não esperar a morte de um deles. E caso isso aconteça ambos tem potencial para evoluir para personagens duros como foi com Carol ou mesmo Rick.

Voltando a corda de zumbis, no final é mostrado as crianças fazendo o perímetro, o que levanta a suspeita que talvez eles não sejam inocentes. O que me leva a reafirmar o perigo de ter uma criança em um apocalipse.

Fear se ergue no terceiro episódio após um segundo morno. E tem a feliz decisão de trazer um personagem com extremo potencial a sua história.

Comente aqui!!!!