Coluna Crítica Criticando Review Séries

CRITICANDO: Queer Eye Temporada 4 – Mais emoção e mais sincronia

Mostrando cada vez mais a sua força, o remake do programa tem sua temporada mais sentimental e mostra que os novos Fabulosos são um time excelente.

” Agora, o grupo chamado de Fabulous Five (“Os Cinco Fabulosos”, em tradução literal) troca Nova York pela região de Atlanta, no Estado norte-americano da Geórgia. A premissa do reality show continua a mesma: a cada episódio, eles mudam a rotina da pessoa e criam esperança em sua vida.”

Os 8 episódios dessa temporada mostram como a convivência está afetando os integrantes do reality para o bem, uma vez que agora a dinâmica do grupo está ultra natural.

Indo para a cidade natal de Jonathan o primeiro episódio é bem emotivo, mostra um pouco sobre o passado do nosso cosmetólogo preferido. Empolgação dos integrantes quanto a ajudar a ex professora do colega faz com que passamos a nos questionar um pouco sobre essas pessoas que passam em nossas vidas e as mudam para sempre.

O segundo episódio com toda certeza é para mim o mais sério de todos. Ajudando um dono de uma ONG para pessoas com deficiência o capítulo vai fundo nas questões sociais dos bairros mais pobres no interior. Ai colocar frente a frente o homem que quase matou o herói da semana a tiros, Karamo proporciona o momento mais forte de todo o programa.

No terceiro episódio temos um pai que é cuidado pela filha de 10 anos e tem que ser ensinado a ser participativo. Em mais um episódio com foco alto em Jonathan por conta do seu amor por patinação artística é bem sentimental e muito importante para mostrar que por mais independente seja o filho, os pais devem sempre demonstrar o amor e cuidado.

Wanda é a heroína da quarta história, uma mulher que se afunda em trabalho e esquece da própria família. Com grandes problemas de auto estima e não sentindo que “deve” a suas filhas, a história se passa em torno de deixar a guarda baixa e sentir o amor das pessoas por perto.

Na quinta história temos um senhor croata que mora na casa de seus pais, já falecidos, que tem a preocupação da família pelo acúmulo de memórias e pela solidão uma vez que, com a morte dos pais e do seu cachorro não tem absolutamente ninguém para fazer companhia e passa seu dia inteiro servindo pessoas em um bar. Um episódio muito emotivo e com um carisma alto do herói.

Uma mulher presa entre um esteriótipo de não ser americana suficiente e nem latina suficiente para poder honrar suas origens mexicanas pede ajuda para poder firmar suas raízes e exaltar a cultura dos seus antepassados. Os preconceitos de vizinhos também são abordados em um dos episódios mais fofos dessa temporada. Destaque desse episódio fica todo pelo Anthony que até se esforça para falar espanhol.

Já imaginou se o trabalho que você ama tem que ser interrompido por causa de um acidente que te faz ser “inválido” para a profissão? Pois acompanhamos a história de um jovem que teve que se aposentar aos vinte e poucos e com isso uma depressão o faz trabalhar exaustivamente. A recuperação é interna e externa para poder fazer com que esse homem tenha uma vida novamente. Mais uma vez aqui temos o Karamo brilhando com sua sensibilidade para fazer mudanças internas sem intervenções extremas.

E por último o episódio mais sem sal da temporada, na qual um fazendeiro que está passando por dificuldades financeiras e pessoais precisa de ajuda para não se afundar em depressão. Não é que seja um episódio ruim, mas aqui não temos um grande conflito como nos outros ou um carismático herói. Jonathan até tenta dar um up porém esse ficará marcado como o episódio mais chove e não molha.

A melhor coisa dessa temporada como mencionei no início é ver como com o passar do tempo os Fab Five estão cada vez mais em sintonia, seja nas piadas, seja na interação que agora é muito mais que cada um na sua, agora eles conseguem conectar os momentos e relacionam suas especialidades com outras criando assim mais momentos de brilho para os integrantes ao invés de cada um tendo que ter o seu próprio tempo. Isso faz com que os episódios parecem menores, por conta da agilidade e do senso de que esses caras são nossos amigos, que são pessoas radiantes que fazem o bem o tempo inteiro.

Já renovada para a quinta temporada e com um especial gravado em Tóquio a caminho ainda esse ano Queer Eye segue passos firmes para ser um dos maiores e melhores produtos da Netflix.

A quarta temporada estreou completa no último dia 19.

NOTA: 4.5/5

Comente aqui!!!!