Cinema Crítica Criticando Em Alta Review

CRITICANDO: Bloodshot – Chegou atrasado na festa

Sabe quando você fica com a sensação de que alguma coisa é ruim pela falta de timming? Que parece ser de outro tempo? Bloodshot seria um ótimo filme de ação, a 20 anos atrás.

Bloodshot é um ex-soldado com poderes especiais: o de regeneração e a capacidade de se metamorfosear. Assassinado ao lado da esposa, ele é ressuscitado e aprimorado com nanotecnologia, desenvolvendo tais habilidades. Ao apagarem sua memória várias vezes, ele finalmente descobre quem realmente é e parte em um busca de vingança daqueles que mataram sua família.

Já lendo a sinopse temos um padrão muito comum de filmes de ação, a vingança. Desejo de Matar, Robocop, insira qualquer filme do Steven Seagal que se lembrar aqui… E bom, para filmes de heróis também não vai ser o que vai se lembrar assim que sair do cinema.

Vin Diesel é um nerdão que acredita muito em seus projetos e Bloodshot é um quadrinho bem obscuro e desconhecido no meio. Veio no meio de um turbilhão de coisas lançadas para capitalizar com uma época na qual QUALQUER HQ vendia pelo simples fato de ter um ser fantástico em sua capa. Dá pra ver que o nosso Toretto se esforça e o peso do filme é grande demais até pro nosso bombado favorito (MAL AÍ THE ROCK).

O filme não tem absolutamente NENHUMA surpresa na trama, uma vez que se você estava empolgado para ver e acompanhou a divulgação eu tenho uma péssima notícia para você: O marketing do filme te deu tudo. Simplesmente todas as sequencias de história e ação mais “marcantes” estão lá.

Não é completamente descartável: As simulações de realidade são ótimas, a forma que trazem para a reconstituição de mundo é uma excelente e atual ideia, Vin Diesel tenta aqui e ali dar um toque de drama, sua companheira de cena Eiza Gonzales entrega uma personagem bacana e com motivações aceitáveis. O problema vem JUSTAMENTE do resto do elenco.

Todo mundo aqui é malvadão, tipo gente ruim mesmo, gananciosa… Mas aí que mora o perigo: Atuar sendo uma pessoa ruim que era pra ter camadas, afinal de contas você precisa ser malicioso para controlar super soldados, não era pra ser uma coisa difícil para um ator gabaritado como Guy Pearce, mas o roteiro é ruim e a direção fraca. Basicamente um amontoado de pessoas atuando de maneira afetada e sim, estamos em 2020 e HACKERS AINDA DIGITAM NA VELOCIDADE DA LUZ COM 10 TELAS LIGADAS AO MESMO TEMPO. Os alívios cômicos, bom eles eram para existir mas simplesmente NENHUMA piada encaixa. E olha que tem momentos que o filme PARA TUDO para se fazer uma piada e quase espera o público rir, como em uma cena de Friends ou The Big Bang Theory.

As cenas de ação abusam do slow motion e ao contrário de um filme do Snyder (saudades) aqui elas servem mais para mascarar uma cena ruim do que para acionar peso. Temos as cenas de reconstituição e regeneração que são bacanas nas primeiras duas vezes, depois da quinta você já está de saco cheio.

E bom, filme de heróis dependem bastante dos seus efeitos né? A batalha final aqui é digna de cut scene de playstation. Com todo respeito a jogos como Detroid Become a Human The Last Of Us mas os bonecos de cera voando pelo fosso de um elevador foram bem incômodos e era uma cena que teria a mesma emoção em um lugar mais contido, uma vez que o CGI das armaduras dos vilões não eram tão ruins em cenas mais fechadas, porém como tinha que existir o exagero da última batalha perderam a mão (chamo de efeito Esquadrão Suicida).

Bloodshot pode funcionar caso não tenha mais nenhuma opção para assistir ou só queira ver coisas explodindo mas sem o dinheiro do Michael Bay, se quer ver só pelo Vin Diesel, não é seu pior filme, mas não entra na lista por um triz (Alô Último Caçador de Bruxas).

Dirigido por Dave Wilson II (Love, Death, Robots) e estrelando Vin Diesel (Saga Velozes), Eiza Gonzales (Alita: Anjo de Combate), Guy Pearce (Duas Rainhas), Toby Kebbell (Kong A Ilha da Caveira) entre outros o filme estreia dia 12 de Março de 2020.

NOTA: 2.5/5

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s