Em live no Instagram, Miley Cyrus se abre a respeito de religião e o porquê de ter deixado a igreja

Durante a quarentena, muitos artistas encontraram na opção de live do Instagram uma alternativa para darem continuidade a seus trabalhos e se relacionarem com o público. Miley Cyrus foi uma das que mais aproveitou essa ideia, lançando o Brightminded, seu próprio quadro de transmissão online em que interage com outros artistas. Em conversa com a modelo Hailey Baldwin-Bieber, a cantora entrou numa profunda reflexão sobre sua relação com a religião.

Apesar de ter sido criada na igreja quando era criança, à medida que foi crescendo, ela passou a discordar de alguns valores, principalmente no que dizia respeito ao assunto da sexualidade (incluindo a dela mesma). “Tudo era menos aceitável naquela época. Eu tinha alguns amigos gays na escola e eles não estavam sendo aceitos ali. Eles estavam sendo mandados para terapias de conversão, e eu tive muita dificuldade com isso, e comigo também, encontrando minha sexualidade. Essa foi a razão de eu ter deixado a minha igreja”.

Para não perder nenhuma novidade do mundo do entretenimento, siga o Premiere Line no Instagram, Twitter e Facebook

Em resposta, Hailey compartilhou sua própria experiência com a amiga, dizendo que se encontrou em meio à fé e a espiritualidade, de forma que se sente acolhida e aceita. Após escutá-la, Miley concluiu que talvez consiga encontrar uma nova maneira de se relacionar com Deus: “Acho que o que acabei de tirar de você é que posso decidir qual é o meu relacionamento com a espiritualidade quando adulta e ele não precisa estar alinhado ao quando fui criada”.