Ir para conteúdo

Jonathan Bailey, de Bridgerton, conta que foi orientado a ficar no “armário” e não revelar que é gay

O ator Jonathan Bailey que é um dos grandes destaques da nova série da Netflix, “Bridgerton”, onde interpreta Anthony Bridgerton, falou abertamente sobre ser um ator gay na indústria cinematográfica.

“Eu acho que não deveria importar o personagem que as pessoas interpretam, mas é claro que há uma narrativa que é muito clara, que homens abertamente gays não estão interpretando os papéis principais”, disse Johnathan ao Digital Spy. “E também, há uma razão pela qual os personagens gays são tão interessantes. Porque assim como as mulheres em Bridgerton, há muitos obstáculos e há muito crescimento pessoal, e há uma verdadeira força para os gays. Então, o fato de muitos homens heterossexuais terem desempenhado papéis gays icônicos e serem elogiados por isso é fantástico, que essa história esteja sendo contada. Mas não seria brilhante ver homens gays jogarem sua própria experiência?”.

Jonathan também falou sobre o processo de assumir o papel e como os gays da indústria disseram a ele para ficar no armário.

“As conversas mais conservadoras que tive sobre ser honesto sobre a minha sexualidade nos dias de hoje vieram de gays da indústria: ‘Oh, não, você não pode assumir. Você realmente não deveria fazer isso. Se você fizer isso, terá que …”, contou o ator à revista Attitude. “Eles são pessoas que trabalham com publicidade ou também há diretores de elenco que ligaram para o meu agente para dizer, ‘Só para que você saiba, a maneira como isso vai ser vendido é que é uma história gay escrito por escritores gays para atores gays. Então, apenas assumindo o papel …”.

“Este foi um estágio em que talvez eu estivesse chegando a um acordo com minha própria sexualidade, eu não tinha necessariamente escondido isso … Mas nunca fui honesto sobre isso. É que nunca houve necessidade de falar sobre isso. Há uma sensação de vergonha, eu acho, que é palpável entre os gays dentro da indústria. Mas também há essa compreensão heteronormativa e heterossexual da sexualidade.”,continuou.

“Então, na minha geração, os atores gays estão sendo caçados. E você recebe um roteiro e eles dizem, ‘Deve se sentir confortável falando sobre sexualidade’. Então isso é de certa forma uma coisa brilhante, porque está dizendo que não estamos encorajando ninguém a não falar sobre sexualidade, mas também mostra que a sexualidade está se tornando uma mercadoria. Que realmente deve haver essa sensação de que os estúdios estão contratando atores gays para interpretar atores gays ou heterossexuais”, disse Bailey.

Ele concluiu: “Eles querem que você seja gay, mas não muito gay”.

Bridgerton apresenta o mundo sensual, luxuoso e competitivo da alta sociedade de Londres do século 19. Na época, a família Bridgerton, composta por oito irmãos, se esforça para lidar com o mercado de casamentos, os bailes suntuosos de Mayfair e os palácios aristocráticos de Park Lane.

1° temporada já está disponível na Netflix.

premiereline Ver tudo

Sua maior fonte de cultura pop!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s