Ir para conteúdo

Tudo que você precisa saber sobre “A Menina que Matou os Pais” e “O Menino que Matou Meus Pais”

Neste ano o cinema nacional ganhará dois longas-metragens explorando um crime que chocou o Brasil em 2002, o assassinato de Manfred e Marísia von Richthofen, cometido por sua filha Suzane von Richthofen, ao lado do seu namorado Daniel Cravinhos.

A direção ficou a cargo de Mauricio Eça e a produção é da Santa Rita Filmes em coprodução com a Galeria Distribuidora e o Grupo Telefilms. O elenco de ambos os filmes são: Carla Diaz, Leonardo Bittencourt, Leonardo Medeiros, Vera Zimmerman e Allan Souza Lima.

“A Menina que Matou os Pais”
Em 2002, um crime cometido em São Paulo chocou o Brasil. A jovem Suzane von Richthofen (Carla Diaz), junto ao seu namorado Daniel Cravinhos (Leonardo Bittencourt) e seu irmão Cristian Cravinhos (Allan Souza Lima), assassinaram seu pai Manfred von Richthofen (Leonardo Medeiros) e sua mãe Marísia (Vera Zimmerman). Dezoito anos depois, o caso é revisitado em A Menina que Matou os Pais sob o ponto de vista de Daniel, que revela seus motivos para participar do assassinato.

“O Menino que Matou Meus Pais”
O Menino que Matou Meus Pais parte da perspectiva de Suzane Von Richthofen, que, em 2002, foi acusada junto ao seu namorado, Daniel Cravinhos, de cometer o brutal assassinato de seus pais, Manfred Albert von Richthofen e Marísia von Richthofen que chocou o país.

A MENINA QUE MATOU OS PAIS | O MENINO QUE MATOU MEUS PAIS - TRAILER  OFICIAL. - YouTube

Suzane von Richthofen, atualmente presa em regime semiaberto, chegou a entrar na Justiça contra a produtora por causa dos filmes, mas o caso foi julgado improcedente. Uma decisão de 2015 do Superior Tribunal Federal (STF), que liberou a criação de biografias sem autorização prévia, é o que sustenta a elaboração dos longas, mesmo sem o crivo de Suzane e dos outros envolvidos.

Advogados também acompanharam todas as etapas da criação dos dois longas e até as entrevistas concedidas pela equipe, tudo para evitar que nenhuma palavra fosse interpretada de forma errônea.

Por enquanto, em decorrência da pandemia do novo coronavírus, os longas “A Menina que Matou os Pais” e “O Menino que Matou Meus Pais”, seguem sem previsão de lançamento.

premiereline Ver tudo

Sua maior fonte de cultura pop!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s