CRITICANDO: Hamilton – Não jogue fora sua chance

Uma joia antes apenas americana agora está no mundo inteiro e encanta até quem não gosta de musicais.

Hamilton é um musical que conta a história da América por vozes americanas. Por meio da história de um dos principais fundadores americanos e primeiro secretário do Tesouro, Alexander Hamilton, a trilha sonora que mistura hip-hop, jazz, R&B e Broadway revoluciona o teatro no The Richard Rodgers Theatre, na Broadway, em junho de 2016. “

Para não perder nenhuma novidade do mundo do entretenimento, siga o Premiere Line no Instagram, Twitter e Facebook

Nós brasileiros não somos muito familiarizados com a história da independência de outros países (a gente já estuda MUITO mais história internacional do que qualquer outro país no currículo escolar) e como ter interesse em algo “distante” da nossa realidade? Simples: Uma abordagem moderna. Imagine seu professor dar aulas de história do Brasil fazendo rimas e freestyle? É exatamente o que Hamilton faz para te trazer para sua realidade.

A peça é longa, tem duas horas e quarenta de duração, foi gravada em 2016 e não tem falas, apenas músicas. Pra quem não gosta de musical eu acabei de descrever tortura porém a magia de Lin-Manuel Miranda entra em ação.

Hamilton encanta e deixa sua marca bem forte já nas suas primeiras três músicas de abertura. Se o musical não te pegar nesse começo pode desligar sua TV, você não vai gostar do resto, mas pelo menos a curiosidade do que está por vir é gerada.

Todos os personagens principais tem apresentações impecáveis, rapidamente você capta a essência de cada um, se afeiçoa e entra em um turbilhão de emoções. Tudo é pensado para que o tempo inteiro você tenha aprofundamento nas histórias paralelas a do protagonista Hamilton, vê como os amigos o idolatram por ser combativo, vê como seus inimigos o enxergam como egoísta e tentam diminuir seus atos, vê como sua família enxerga sua distância e também como seus superiores o veem como um diamante bruto.

As atuações são simplesmente impecáveis. Não existe um ator sem carisma, sem expressão, sem presença o que é realmente complicado seja em um filme ou peça. Todos aqui ganham um momento de brilho e uma marca própria, desde como chamam Alexander Hamilton, seja como se dirigem a Aaron Burr (SIR) é como se fossem vinhetas que nunca te deixam esquecer as motivações originais. Os personagens tem assinaturas próprias das músicas fazendo com que o musical não soe desrespeitoso, os personagens brancos não cantam como os negros e por pura decisão de roteiro, para que haja respeito também a história do rap americano (e sim rap de pessoas brancas e negras tem MUITA diferença no flow).

Lin-Manuel Miranda, que interpreta Alexander Hamilton, vai se sagrando como um dos maiores artistas de sua época, não é exagero que a Disney o tenha colocado embaixo da asa para produzir as músicas de Moana e os vindouros Pequena Sereia e Encanto. Com apenas 40 anos já teve 2 musicais na Broadway e ganhou um Pulitzer (o Oscar do jornalismo), 2 Grammys, um Emmy e três Tonys isso falando apenas dos meus importantes. Guardem bem esse nome, vão ouvir falar muito nesse rapaz.

O musical ganhou várias versões fora dos EUA, um cd com algumas músicas remixadas em versões pop com participações de SIA, Kelly Clarkson, Alicia Keys, John Legend, Wiz Khalifa entre outros mais de 50 prêmios e agora concorre ao Globo de Ouro 2021 de Melhor Comédia/Musical, foi apresentado dentro da Casa Branca na despedida do ex presidente Obama e agora se tornou um fenômeno mundial como uma peça com lucro acima de 1 bilhão de dólares.

Hamilton: An American Musical está disponível no DisneyPlus desde o dia 03 de Junho de 2020. O elenco estrelado conta com Lin-Manuel Miranda (His Dark Materials), Leslie Odom Jr (One Night In Miami), Philipa Soo (Moana), Anthony Ramos (Nasce Uma Estrela), Daveed Diggs (Expresso do Amanhã) entre outros.

NOTA 5/5