Ex-namorada de Armie Hammer revela que o ator tinha vontade de assar partes do corpo dela para ele comer

Nesta semana, vazou nas redes sociais, prints de uma suposta conversa do ator Armie Hammer de “Me Chame Pelo Seu Nome”, com duas mulheres, com um teor extremamente doentio.

No dialogo do ator com as mulheres, ele deixava explicito o seu lado canibal, onde dizia que queria cortar um pedaço do corpo dela e fazer a mesma cozinhar esse pedaço para ele comer. E em seguida as coisas só pioram, quando Hammer diz que adoraria esquartejar a moça e transar com os seus restos mortais. (Para ler a conversa doentia clique aqui)

Já que o ator e sua assessoria não se pronunciaram até o fechamento desta matéria, os jornais estrangeiros começaram uma caçada para averigar a veracidade das conversas.

O Page Six entrou em contato com Courtney Vucekovich, que namorou Hammer. Vucekovich contou que as vezes antes de dormir eles ficavam deitados na cama conversando sobre suas fantasias sexuais e todas as fantasias do ator, envolviam canibalismo, como pegar pedaços do corpo da amada e comer. Romântico, né?

A fundadora do app Flashd ainda declarou que todas os fetiches de Hammer envolviam uma relação de “mestre e servo” e é “sexualmente agressivo” na maneira como fala.

“Ele é magnético, mas isso o ajudou a se safar com as coisas. Tem uma personalidade muito charmosa e grandiosa. Ele é muito carinhoso, faz você se sentir muito segura e meio que no topo do mundo. Então, pouco a pouco, fica mais profundo e obscuro”, disse Vucekovich.

“Ele gostava de dizer que queria quebrar uma de minhas costelas e comê-la. Tipo fazer um churrasco com elas e comê-las”, contou. “Ele falava sobre quebrar minhas costelas frequentemente”, reforçou.

A ex-namorada do ator ainda revelou coisas bizarras da personalidade dele: “Ele envia mensagens de áudio com coisas bem gráficas. Eu juro que é porque ele gosta do som de sua própria voz. Ele é obcecado consigo mesmo, mas, ao mesmo tempo, também se odeia. Não sei como explicar”.

Vucekovich desabafou que precisou fazer terapia intensiva para lidar com o transtorno de estresse pós-traumático, no fim do relacionamento, que durou entre Junho e agosto de 2020.

“Eu estava sendo brilhantemente manipulada para fazer coisas que, francamente, me assustavam. Sou uma adulta que pode dar consentimento, mas [aquela] não era eu. Ele é bom no que faz e sabe exatamente o que dizer para fazer você obedecer. Ele é uma pessoa muito sombria e perversa.”, disse ela.

Outra ex-namorada do ator se manifestou. Jessica Ciencin Henriquez, que também se envolveu com o ator brevemente em 2020, garante que não duvida da veracidade das conversas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *