Mês do Orgulho | Fizemos uma lista com personagens bissexuais incríveis das séries

Como os próprios membros da comunidade LGBTQIA+ costumam brincar, o “B” da sigla não significa “biscoito”! Apesar de hoje em dia já termos mais informações sobre o tema e as pessoas já aceitarem melhor, as/os bissexuais ainda sofrem bastante preconceito no dia a dia. Indecisão, promiscuidade, transição para homossexualidade, esses são apenas alguns dos estereótipos que a comunidade bissexual ainda tem que lutar contra atualmente.

Para mudar isso, o cinema e a TV têm um papel fundamental, portanto, neste mês do orgulho LGBTQIA+, resolvemos homenagear os bissexuais com uma lista de personagens bi que estão presentes nas séries, desde os mais conhecidos até os que ninguém se lembra. Confira:

1. Brittany Pierce (Glee)

Glee é uma das séries mais marcantes no que diz respeito a tratar de assuntos LGBTQIA+ na ficção. Então, como não podia deixar de ser, tinha que abrir a nossa lista. A personagem Brittany Pierce, interpretada por Heather Morris, começa a série sendo o estereótipo da líder de torcida loira e burra, mas ao final, acaba sendo muito mais que isso e o seu relacionamento com Santana Lopez (Naya Rivera) é um dos maiores destaques do show.

2. Darryl Whitefeather (Crazy Ex-Girlfriend)

Assim como Glee, Crazy Ex-Girlfriend também foi uma série que tratou com humor vários dos tabus da sociedade, desde bissexualidade até sexo durante a menstruação, por exemplo. No show, Darryl é o chefe da protagonista Rebecca Bunch e, no decorrer dos episódios, ele, que até então sempre se entende como hétero descobre na meia-idade que também gosta de homens. O momento em que ele se assume é marcado, inclusive, por uma música, que fez bastante sucesso entre os fãs da série.

3. Historia Reiss (Attack on Titan)

Nos animes, a representatividade bissexual também está presente, infelizmente ainda não como gostaríamos. Em Attack on Titan, a personagem Historia Reiss mantém, no início, um relacionamento com Ymir. Mas, já na quarta temporada, ela se casa com um homem. O legal deste plot no anime é que eles tratam tudo com bastante naturalidade, e ser bissexual não é uma grande coisa no enredo. 

4. Magnus Bane (Shadowhunters)

Em Shadowhunters, tanto na série como nos livros, Magnus Bane é um dos feiticeiros mais poderosos do universo e é também o par romântico de um dos protagonistas, Alec Lightwood. Apesar de no início todos acharem que ele era apenas gay, por conta do relacionamento atual, ele conta no decorrer dos episódios que já namorou homens e mulheres.

5. Alex Kelly (The O.C.)

Alex Kelly, de The O.C., também foi uma das que aproveitou o melhor dos dois mundos (e no caso dela, ponha melhor nisso) e ficou com a metade do cast principal da série. A personagem, vivida pela Olivia Wilde, namorou o Seth Cohen e também a Marissa Cooper. 

6. Arlequina

Apesar de a sexualidade da personagem ainda não ter sido tão explorada no DCEU, a Arlequina é uma das várias personagens bissexuais no universo dos heróis. Nos quadrinhos, ela já teve relacionamentos com o Coringa e com a Hera Venenosa. Já nos filmes, a Arlequina mostra que já se envolveu tanto com homens quanto com mulheres, na animação inicial de Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa.

7. Wade (Faking It)

Apesar de ser uma série bastante aberta à discussão de vários temas “polêmicos”, Faking It ainda falha na hora de tratar bem a bissexualidade. O único personagem abertamente bi da série é o Wade, que na segunda temporada se envolve com a Karma (Katie Stevens) e com o Shane (Michael J. Willet). Apesar disso, ele é praticamente um figurante e não tem muito destaque nos episódios.

8. Daenerys Targaryen (Game of Thrones)

Essa é uma surpresa para muita gente! Apesar de na série a bissexualidade da Daenerys não ser explorada (apenas em algumas cenas com uma de suas aias, no início do seu casamento com o Khal Drogo), nos livros é mostrado de maneira mais clara que ela mantém relações bissexuais. Além disso, não é porque ela geralmente teve companheiros homens que isso cassa a sua “carteirinha de bissexual” como dizem por aí, certo?