Precisamos de mais um filme de “Transformers”? A resposta é não e vou te falar o porque!

Mais um filme, mais uma história que ninguém pediu para ver, mas a Hasbro claramente é insistente. Foi anunciada essa semana nas redes sociais da empresa uma nova história de Transformers e nos leva a pergunta universal, por que? 

Vamos voltar ao longínquo ano de 2007, você via Optimus Prime, dublado pelo incrível Guilherme Briggs, dando um discurso olhando o por do sol ao som de Linkin Park e parecia que a vida não tinha problemas, mas os anos foram passando e conforme mais filmes da franquia eram feitos mais problemas foram surgindo na sua vida. Coincidência? Vamos tentar descobrir. 

Para não perder nenhuma novidade do mundo do entretenimento, siga o Premiere Line no Instagram, Twitter e Facebook

O primeiro longa foi um sucesso, Michael Bay explodiu tudo o que podia dirigindo o longa e gente adorou, mas ai veio o grande problema, fomos enganados com a promessa de sermos apresentados a um mundo ainda maior. Cinco filmes foram feitos desde então e ainda não vimos nada melhor do que explosões e musicas legais, Transformers vem para o seu sexto filme sem nenhuma justificativa para sua insistência, sem história, sem personalidade e sem nenhuma perspectiva de melhora. 

Em 2009 vimos “A vingança dos Derrotados” que tem um único trunfo, novamente a trilha sonora nova do Linkin Park que deu certo , de resto é uma copia piorada do primeiro filme. E então 2011 trouxe “O Lado Oculto da Lua” e ai foi-se tudo pelo ralo, não em bilheteria afinal foi o longa que mais arrecadou, mais de 1 Bilhão de dólares, mas foi onde a história realmente se perdeu de vez, onde toda vez somos convidados a ir ao cinema ver as mesmas cenas de luta e explosões sem nada realmente interessante.

Os filmes seguintes que trocaram o protagonista Shia LaBeouf por Mark Wahlberg e funcionou no primeiro longa com uma bilheteria que atingiu o Bilhão, mas com o pior fracasso de criticas, tendo assim uma queda nos filmes seguintes sendo o ultimo “Bumblebee” com a atriz Hailee Steinfeld tentando trazer o sentimento nostálgico do filme de 2007, mas que não funcionou e teve a bilheteria de 460 Milhões de Dólares, que para os parâmetros atuais de Blockbusters é um mau resultado.   

A franquia sofre assim como um pedaço de cana que passa várias vezes por um espremedor para tirar o caldo, e a cada filme que passa menos pessoas vão assistir. É uma pena que algo que marcou a infância de tantos esteja sendo tão maltratado apenas por que o dinheiro que entra realmente não é ruim, mas se transformando cada vez mais em filmes esquecíveis.